Buscar
  • Marcelo Ramalho

Fui para Harvard e outros lugares sem sair de casa

Fui para Harvard e outros lugares sem sair de casa... Dessa cadeira fui longe...

Dias difíceis... A pandemia trouxe alguns aprendizados para todos, mas muitos apenas estiveram enclausurados, engordando e vi até quem reclamasse da carga de trabalho, quando muitos perdiam empregos e perdiam amigos e parentes para o virús. Mas além de procurar trazer novas metodologias para meus alunos, abracei novos projetos e oportunidades.



Uma empresária que perdeu muito nesta pandemia, declarou que mesmo em crise e perdendo pessoas queridas ela soube repensar como estava atuando e sua empresa admirável refez estratégias e voltou à sua essência e um dia vai olhar para trás e ver que tudo foi bom para ela.

Aproveitei para analisar minhas relações, aproximando algumas e aproveitando o afastamento para um bom momento de afastar de algumas pessoas. Alguns parceiros eu refiz, outras pessoas que pareciam próximas, na verdade estavam perto por interesse e estas quero distante!

Alguns que ajudei, coloquei em meus projetos, não entendem o que é gratidão. Deixa... Não valem a pena... São aquelas pessoas que aproveitei para ficar longe.

Mas falando de aprendizados e metologias, neste tempo estudei bastante sobre os impactos nas empresas, comportamentos, educação. Fiz uma pesquisa em uma orientação que vamos publciar em breve, mas o mais legal foi estudar desta cadeira em que MIT e em especial Harvard foram meus focos para me aprofundar nos impactos da educação e as novas metodologias que os principais professores desta instituição estão usando e disseminaram dois cursos sensacionais, além dos papers e paineis que eram sempre atualizados.

Tenho mudado de direção, de velocidade e resgatando projetos antigos, avaliando projetos atuais em que coloco mais foco ou não...

A pandemia é uma tragédia, mas eu estou buscando melhorar a cada dia, como pessoa, professor e consultor...